domingo, 17 de abril de 2016

Meus 21 anos nos EUA

A data mais esperada dos jovens americanos: 21 anos.
Depois de um ano e alguns meses, eis que eu posto sobre o meu aniversário de 21 anos.
Vou contar-lhes como aconteceu esta festa surpresa. E bote surpresa nisso!

Estava vasculhando minhas pastas de fotos aqui no meu computador e cheguei a encontrar as fotos dos meus 21 anos nos EUA, a data mais esperada dos jovens americanos. Vocês não sabem o quanto eu fiquei feliz por esta surpresa que aconteceu em 2014. Pelo fato do meu aniversário ter sido na semana, eu achei que ninguém iria comemorar meu aniversário comigo. Naquele sábado, eram mais ou menos 22h, eu nem suspeitava de nada. Por que iriam me fazer surpresa tarde da noite? Achei que realmente tinham esquecido de mim, pois no dia do meu aniversário, poucos me desejaram parabéns. As meninas tudo se arrumando para ir para a The Cave (uma boate bem famosa perto do campus), e eu em casa, sem ânimo para sair. Foi aí que uma amiga chamada Monalisa me pede emprestado um lápis de olho, acho que era isso, e eu desci para abrir a porta da Torre B, o prédio do alojamento em que eu morava, pois só entrava morador com a carteirinha, e como achei que seria rápido, acabei deixando a porta do meu apartamento encostada. Eis que quando subo com ela e Laura, uma amiga americana, a porta estava fechada. Quem fechou? Minha roommate? Nem desconfiei de nada. A sorte foi que eu estava com a chave em mãos. Como eu entraria sem a chave? kkk E ai, abri a porta. Quando entro, todos na sala com a luz apagada, torta em mãos, câmeras em ação e vozes em cântico de parabéns! Eu estava "horrível", de meias, havaiana, casaco velho, roupa velha. Mas valeu super a pena! Troquei de roupa para as fotos, e fomos comemorar! O mais engraçado foi quando as meninas disseram "Me arrumei para sair no teu blog!!!"
E depois da festinha, let's go to bar? This is my American birthday!!!
E aí encontro com uma galera que conheço lá neste bar. Todos sabiam do meu aniversário de 21 anos. Nada mais justo que ter uma festa a modo americano, não? Bebidas, danças e curtição.
Obrigada galera. Formei uma grande família, jamais esquecerei vocês. E espero que possamos nos encontrar em breve. Obrigada por tudo!!! O tempo voa!


video






Assistam aqui meu depoimento de como é comemorar os 21 anos nos EUA. Depoismento em inglês com legenda em Português.


sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

Por quem eu sou fã? Fui ao SBT com meu pai

E diante das minhas viagens, eu não poderia deixar de falar sobre minha viagem de São Paulo e a visita ao SBT. Lá pude conhecer a pessoa a qual sou bastante fã. De quem estou falando? Por quem sou fã? Assiste ao vídeo e descubra agora!


segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Blog Coaching para Biomédicos

Galera, divulgo o blog Coaching para Biomédicos do meu amigo Biomédico Marcos Schott. O blog aborda e fornece ferramentas de Coaching, Direcionamento de Carreira, Liderança, Empreendedorismo, Criatividade e Inovação. Quer seguir carreira na Biomedicina? Neste blog também é disponibilizado um e-book que vai te ajudar. Baixe lá, é grátis!

Visite a página e fique por dentro. Você também poderá cadastrar seu e-mail para manter-se atualizado com dicas e orientações.


quinta-feira, 24 de setembro de 2015

BIOMEDIVULGA: Cobertura de Congresso na Universidade Feevale, Novo Hamburgo, RS


A BIOMEDIVULGA, com o objetivo de divulgar congressos e eventos relacionados à Biomedicina, publicou um novo vídeo da cobertura do VIII Congresso Internacional de Bioanálises, XI Congresso Sulbrasileiro de Biomedicina e XV Semana Gaúcha de Biomedicina na Universidade Feevale na cidade de Novo Hamburgo, Rio Grande do Sul. Uma das ideias é mostrar o evento àquelas pessoas que não o conhecem ou nunca participaram, incentivando-as a conhecer sua importância. Além disso, visa incentivar toda a categoria, principalmente, os estudantes de Biomedicina que estão iniciando sua graduação a buscarem conhecimentos e oportunidades, as quais, na maioria das vezes, é nesta fase de estudo que elas aparecem. BIOMEDIVULGA publica vídeos de cobertura de eventos e vídeos propaganda "pré-eventos" para chamar a atenção do público alvo. Maioria das vezes pessoas não tomam conhecimento desses importantes eventos e deixam passar grandes oportunidades de participarem e se atualizarem por falta de uma divulgação mais eficaz de seus organizadores. 

Portanto, interessado em fazermos a Cobertura de seu Congresso, Semana de Pesquisa ou qualquer outro tipo de Evento? 

Contate-nos, através do e-mail: biomedivulga@gmail.com

BiomeDivulga a Cobertura Certa de seu Evento!

domingo, 16 de agosto de 2015

Intercâmbio pela AIESEC

Está afim de fazer intercâmbio? A AIESEC oferece várias oportunidades de intercâmbio.

Gostaria de se tornar Host Family e receber intercambistas e com eles compartilhar culturas sem sair de seu país?

Então, assiste ao vídeo de cobertura do evento Global Village em Aracaju e fique por dentro da maior organização de jovens universitários do mundo.

O objetivo da AIESEC é causar um impacto positivo na sociedade através do desenvolvimento dos jovens. O intercâmbio pela AIESEC você pode ter experiência profissional fora do Brasil, de modo que você possa desenvolver mais do que uma carreira, mas também desenvoltura pessoal como, por exemplo, a capacidade de encontrar soluções para dificuldades do dia-a-dia de rápida e efetiva.

Vídeo abaixo de cobertura do evento Global Village 2015 através da AIESEC Aracaju pelo Diário de intercâmbio da Rapha em parceria com o programa INFO TV.




Links úteis: 
AIESEC Aracaju: 
https://www.facebook.com/aiesec.aracaju/info?tab=page_info
AIESEC: 

sexta-feira, 3 de julho de 2015

Segundo o site Mega Curioso, cientistas nos Estados Unidos realizaram uma pesquisa para saber o que costuma ser mais sujo em quartos de hotel. Durante uma viagem, esperamos que o quarto desejado seja confortável e, principalmente, limpo. Mas o que não imaginamos é a quantidade de hóspedes que compartilhamos durante as noites em uma hospedagem. Estamos falando daqueles miúdos e invisíveis coleguinhas, os microrganismos. No vídeo abaixo explico sobre esta curiosidade e cito os itens mais contaminamos em um quarto de hotel. O resultado foi surpreendente!


*Produzido especialmente para o quadro Ciência e Intercâmbio do programa INFO TV.*


Fonte: Mega Curioso

terça-feira, 21 de abril de 2015

Follow me on Facebook

Olá gente!

Decidi colocar a opção para me seguir no Facebook. Muita gente anda me adicionando, então se eu continuar aceitando vou acabar precisando criar outro perfil. Então gente, visita o meu Facebook e Follow me!



Link:

segunda-feira, 30 de março de 2015

terça-feira, 17 de março de 2015

Como são as aulas de graduação nos EUA?

Apesar de um tempinho que não faço vídeos desde que cheguei no Brasil, hoje publico um vídeo onde falo um pouco da minha experiência como intercambista e estudante de graduação nos EUA. Demorei, mas aqui estou. Bom vídeo!

sexta-feira, 6 de março de 2015

Respondendo algumas perguntas

Olá pessoal!

Uma intercambista que está prestes a viajar para os EUA fez algumas perguntinhas que acredito que vocês podem estar se perguntando também. Aqui vão as perguntas e suas respectivas respostas:

1- Como fica a parte de moradia? É fácil encontrar dormitório na Universidade ou preciso conversar com o advisor? Não quero ficar na rua! 

2- E a parte financeira: Como vou levar dólares para os EUA fugindo das altas taxas? Tenho dólar em casa e não sei o que fazer. E fora o dinheiro que iremos receber no Brasil na conta brasileira (os auxílios)?


3- Quando você chega nos EUA, pode pegar o dinheiro todo do VTM de uma vez e colocar na futura conta americana que vamos ter? Estou meio receosa se levar o dinheiro todo em espécie.

4- A solução seria levar em espécie e colocar na conta americana direto? Não queria ficar andando com muito dinheiro por aí. Como você fez pra passar esse dinheiro pro cartão americano?

Segue abaixo as respostas para as perguntas:

1- Já recebeu o ToA? Se já recebeu, você vai notar que no próprio documento vem em anexo os dados de contato do seu novo Advisor. Será sua obrigação entrar em contato com ele, provavelmente via e-mail, para pedir informações. No ToA geralmente vem algumas dicas de perguntas que você pode perguntar, por exemplo: Meio de transporte utilizado ao chegar na cidade de destino de seu vôo para a unversidade, ou seja, como chegar a universidade; se alguém da universidade vai esperar você no aeroporto; como é a alimentação na universidade de destino, ou seja, se haverá refeitórios; como funciona o alojamento, se terá alojamento na universidade ou será um alojamento externo; dicas de qualquer coisa.
Portanto, não se preocupe, pois você não vai ficar na rua! Ao entrar em contato com seu advisor, ele vai lhe informar tudo o que precisa saber. Pergunte! Não viaje com dúvidas, ok? Quanto a facilidade de encontrar dormitório na universidade de destino, depende da universidade. Tem universidades que não tem dormitórios, mas eles indicam um dormitório externo, ou casa para aluguel, mas também tem universidades que tem alojamento, e essas universidades são em grande maioria, ou seja, difícil você pegar uma universidade sem alojamento, então não se preocupe. Se tiver sorte e achar legal, às vezes nas primeiras semanas, eles deixam você alojado numa casa de família enquanto seu alojamento não está pronto, o que para mim seria uma experiência bem legal.


2- Bem, realmente as taxas e o dólar estão bastante altos, o que é bastante desconfortável. A dica dei no vídeo "Tirando dúvidas sobre o programa Ciência sem Fronteiras", onde falei sobre o VTM, mas utilizei deste cartão em 2013, hoje tá tudo muito em alta, então não sei nem o que dizer em relação a isto. Indico procurar várias casas de cambio e bancos, analise cada uma delas e fique com a melhor opção. Neste caso, acredito que seja uma ótima ideia transferir o dinheiro que o governo deposita ainda aqui no Brasil no cartão brasileiro para o VTM. Segundo a minha experiencia, quase nunca eu retirava o dinheiro do VTM, pois tudo nos EUA é comprado em forma de cartão, ou seja, facilidade em débito. Se você deseja retirar sempre que possível, aconselho a tirar dinheiro em quantidades grandes para evitar várias idas para saques e cobrança de taxas, pois as taxas de saque são altas, não apenas no VTM mas também as mesmas taxas são cobradas para outros cartões, então não vejo tanta diferença.
O VTM é legal, pois você não precisa se preocupar com as taxas de manutenção da conta, o que ocorre com cartões diversos, além de que por ser um cartão pré-pago, sua família pode enviar dinheiro com facilidade, sem tanta burocracia como ocorre em cartões diversos. E também, a medida que você retira o dinheiro de um cartão comum o dinheiro será convertido em dólar na hora do saque de acordo com o valor do dólar do dia, ou seja, o dinheiro dentro da sua conta comum de um cartão está em real, e só é convertido em dólar quando você realiza a transação de um saque ou pagamento no exterior, ou seja, não tem como saber quanto exatamente você tem na conta, pois o valor sempre varia. Em VTM, uma vez você deposita ou transfere o dinheiro para a conta, ele já vai convertido em dólar, ou seja, você saberá quanto tem na conta independente se você faz saque uma ou várias vezes.
Em minha experiência com cartões, se eu não tivesse o VTM, teria problemas se eu precisasse de dinheiro de meus pais como um auxílio (o que graças a Deus não tive a necessidade), pois meu cartão do banco aqui no Brasil foi bloqueado pelo fato de eu ter usado no exterior, mesmo ele desbloqueado para uso internacionalmente. Para desbloquear foi uma grande burocracia, pois a dona do cartão não estava no Brasil, ou seja, eu haha. Para a minha sorte eu tinha um documento autenticado onde eu deixava alguém no Brasil responsável para resolver qualquer problema em meu nome enquanto minha estadia no exterior. Minha amiga também teve problemas, o cartão dela sempre bloqueava com frequência, pois ela utilizava bastante o cartão brasileiro o que, no entanto, deu bastante dor de cabeça.
Quanto ao dinheiro que você tem em mãos em forma de espécie, leve alguma quantia em espécie mesmo pois você pode precisar para fazer lanches, comprar água, pagar taxi ou transporte público se precisar ao chegar no exterior, entre outros.


3- Se fizer o saque pelo caixa eletrônico, não. Cada caixa eletrônico tem um limite de saque, portanto você pode acabar precisando fazer vários saques para retirar o dinheiro todo e, com isso, acabar pagando taxas por cada saque. Talvez você consiga fazer a transferência do cartão para o outro cartão americano, mas não sei se funciona com o VTM por ele ser pre pago. Além disso, não acho que seja vantagem retirar o dinheiro e colocar no cartão americano, até porque o VTM funciona normalmente em qualquer estabelecimento.

4- A solução é você usar o dinheiro do VTM sem precisar tirar dele, pois como falei acima, ele é aceito em qualquer lugar. Não vejo a necessidade de retirar nada do VTM! Levar em espécie só o necessário. Quanto ao cartão americano, você só deposita o mínimo para abrir a conta. E depois, pode vincular o cartão do bb Américas ao cartão americano, ou seja, sempre que receber o dinheiro da bolsa ele pode ser transferido diretamente para a conta americana.


Observação: VTM, famoso visa travel money? Foi o método simples que usei para trazer o dinheiro que recebemos no Brasil. Agora o IOF do VTM é 6,38% também. Levando em consideração que ambos os tipos de cartões tem o IOF, podemos avaliar os outros pontos positivos do VTM. Para mim, ainda assim, acredito que o VTM seja melhor, pois não tem interferências bancárias (se você usa um VTM de casa de cambio), inclusive no VTM o valor que você deposita já entra em dólar, com o cambio daquele horário que você depositou, além disso o valor fica inalterável, ou seja, uma vez convertido, sempre convertido. Já um cartão comum, o valor é em real, e a medida que você utiliza, o cambio vai variando, daí não dá para você ter noção do valor que você tem no cartão.

Link da página no meu blog sobre o VTM: http://diariodeintercambiodarapha.blogspot.com/2013/08/vtm.html

Vídeos tirando dúvidas:






Espero ter ajudado, boa viagem!


Cheers!



segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Certificate of Recognition - International Leadership Team

Good Afternoon everybody! 



Como voluntária do International Leadership Team, fui contemplada com um certificado de participação no evento World at KU. Pois é, pessoal, a cerimônia de entrega de certificados pelo trabalho no International Leadership Team ocorreu neste evento onde a comunidade KU reúne alunos internacionais para saborear a cultura de cada país. World at KU acontece uma vez por semestre para homenagear todos os estudantes internacionais da universidade. Neste evento os líderes do programa International Leadership Team, ao qual eu faço parte, foram homenageados pelo trabalho no decorrente semestre e, portanto, entregues a certificação pela dedicação. O International Leadership team é uma iniciativa nova da universidade, por isso posso afirmar que fui membro do primeiro time da University of Kansas. Ganhamos também da coordenação uma camisa com a lista de todos os líderes do time. Além disso, todos os brasileiros do programa Ciência sem Fronteiras participantes do time foram reconhecidos no boletim mensal divulgado pelo IIE.





 Imagens do boletim mensal divulgado pelo IIE:




Raphaella Ingrid é acadêmica do curso de Biomedicina pela Universidade Tiradentes – UNIT e intercambista e bolsista da CAPES na University of Kansas – EUA pelo programa Ciência sem Fronteiras. Fundadora do blog "Diário de Intercâmbio da Rapha" e Colunista/Colaboradora do blog "Biomedicina Brasil" e produtora e apresentadora dos canais no YouTube - UniTube e Raphaella Ingrid. Experiência na área laboratorial em bioquímica clínica, ação social em comunidades para dosagem de glicemia, controle de diabetes e iniciação científica na área de Biologia Molecular e Biotecnologia Industrial.
Facebook: Raphaella Ingrid - https://www.facebook.com/raphaella.ingrid
Twitter: @RaphaellaIngrid


quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Barack Obama na University of Kansas

Foto: KU
"The young people here are going to write a new future for America." -Barack Obama

O presidente dos Estados Unidos Barack Obama visitou nesta quinta-feira, 22 de Janeiro de 2015 a Universidade de Kansas para um evento público.

Você pode assistir ao vídeo do evento completo pelo canal oficial The White House: https://www.youtube.com/watch?x-yt-ts=1421914688&v=_MoaLaWXp0c&x-yt-cl=84503534#t=2045

Além disso, The White House também providenciou um transcript da fala do presidente: http://www.whitehouse.gov/the-press-office/2015/01/22/remarks-president-middle-class-economics-university-kansas-lawrence-ks

Segundo a KU History, Obama seria o quarto presidente dos EUA a visitar a Universidade de Kansas, sendo o último presidente a visitar William H. Taft em 1911. Os outros dois presidentes que visitaram KU foram Ulysses S. Grant em 1873 e Rutherford B. Hayes em 1879. Cinco presidentes adicionais - Harry Truman, Gerald Ford, Jimmy Carter, George H.W. Bush e Bill Clinton - visitaram KU após deixarem o cargo.

Veja aqui um vídeo rápido da entrada do presidente:



Fontes:

http://president.ku.edu/



Raphaella Ingrid é acadêmica do curso de Biomedicina pela Universidade Tiradentes – UNIT e intercambista e bolsista da CAPES na University of Kansas – EUA pelo programa Ciência sem Fronteiras. Fundadora do blog "Diário de Intercâmbio da Rapha" e Colunista/Colaboradora do blog "Biomedicina Brasil" e produtora e apresentadora dos canais no YouTube - UniTube e Raphaella Ingrid. Experiência na área laboratorial em bioquímica clínica, ação social em comunidades para dosagem de glicemia, controle de diabetes e iniciação científica na área de Biologia Molecular e Biotecnologia Industrial.
Blogs: www.diariodeintercambiodarapha.blogspot.com
Facebook: Raphaella Ingrid - https://www.facebook.com/raphaella.ingrid
Google+: https://plus.google.com/u/0/112193327993291145985/posts
Twitter: @RaphaellaIngrid

segunda-feira, 12 de janeiro de 2015

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

Eu no jornal e site KU

Faço parte de um grupo chamado International Leadership Team. Neste grupo, faço um trabalho voluntário valendo certificação. Um trabalho super bacana, onde todos os líderes tem um grupo de estudantes internacionais em seu primeiro ano na universidade. Nossa função é adentrá-los na comunidade KU, mantê-los confortáveis por morar em outro país e planejar eventos para mantê-los conectados. Trabalhamos a partir de e-mails para introduzirmos e mantermos contatos. Em seguida marcamos eventos, e claro, nos encontramos pessoalmente para praticar alguma atividade. A universidade de Kansas tem um e-mail só da Universidade. Nesta ferramenta de e-mail a universidade mantem o contato com os seus alunos, além do uso pelos professores para a comunicação com a turma. Todo aluno que é matriculado na KU, automaticamente recebe um e-mail criado pela universidade. E é através desta ferramenta que eu faço o meu trabalho. 



segunda-feira, 27 de outubro de 2014

domingo, 19 de outubro de 2014

Let's pray for a better world.

Hoje me aconteceu uma coisa diferente, incrível e simples. Um gesto ato que sempre faço após comungar me fez me sentir bem, por saber que o que faço é a coisa certa e de mim. O que pude perceber aqui, é que as pessoas quando comungam não olham para as mãos para ver se ficaram partículas do corpo de Cristo. Hoje na missa, tivemos a visita de seminaristas. Após a comunhão e do meu simples ato de analisar minhas mãos, um jovem seminarista sentou ao meu lado, interrompendo minha oração pós comunhão. Achei por sinal estranho aquele moço sentar bem no final da missa ao meu lado. E perguntou para mim se eu observei as minhas mãos após comungar pelo fato de poder haver partículas em meus dedos. Eu respondi que sim, surpresa pela pergunta. Logo em seguida, ele saiu e voltou para o lugar em que ele estava sentado. Eu achei super estranho, e eu continuei sem entender. Após a missa, durante o jantar junto com os demais paroquianos, me atrevi a ir na mesa onde este seminarista estava. Percebi que ele havia comentado com o padre sobre o meu gesto. Ao chegar na mesa do rapaz, pedi licença e pedi para ele repetir o que havia dito, pois eu não havia entendido. Ele repetiu, me elogiou e pediu desculpas por ter atrapalhado minha oração pós comunhão, pois o que havia feito foi muito bonito e diferente das pessoas alí e por isso tinha que falar comigo sobre este gesto para parabenizar e não me perder de vista.

Fiquei super contente, mesmo com um simples ato, é como se Deus quisesse me mostrar que no meio daquele povo todo, eu consigo ser eu mesma, consigo agir sem vergonha. Aqui, a missa apesar de ser igual a do Brasil, as pessoas se comportam diferente, por exemplo, quanto a oração eucarística, as pessoas não abrem as mãos diante da elevação do cálice e do pão. E acho que eu sou a única que elevo minhas mãos diante do povo, do mesmo jeitinho que faço no Brasil. Outro exemplo é no "Cordeiro de Deus". As pessoas não tendem a elevar as mãos e em seguida levar ao peito. Bom, isso foi apenas um desabafo. E como sempre, após a missa do Senhor, estou preparada para iniciar a semana em paz!

Moral da minha história: Você não precisa fazer coisas para mostrar para as pessoas que faz ou para mostrar-se presente para que as pessoas te perceba. Seja você mesma, pois as pequenas coisas que faz com simplicidade e humildade são o que chamam atenção e te faz um ser único e especial.

sábado, 27 de setembro de 2014

Viajando por Chigaco

360º

360º

360º


Millennium Park










Navy Pier

Navy Pier

Navy Pier

Navy Pier


Navy Pier

Navy Pier


Navy Pier

Navy Pier






SkyDeck

SkyDeck

SkyDeck

SkyDeck

SkyDeck

SkyDeck

SkyDeck

SkyDeck






Atm na lua

Peso na lua